Subindo a Serra da Barriguda, Primeira Maravilha do Rio Grande do Norte

Foi uma viagem a trabalho que me levou a Alexandria, pequeno município de 14.000 habitantes que fica a 380 km de Natal, na fronteira oeste com a Paraíba, que tem sofrido bastante os efeitos da seca. Atualmente, o abastecimento de água é feito por meio de carros pipa.

Próximo da viagem, um amigo me falou: “lá tem uma serra, você que gosta de subir coisas, deve se interessar“. Descobri, então, que a por mim então desconhecida Serra da Barriguda, com 602 metros de altitude, foi escolhida em 2007 por votação popular, como a 1a Maravilha do RN, desbancando o principal cartão postal de Natal, o Morro do Careca.

Chegando em Alexandria, me surpreendi com a beleza daquele pico de granito, que surge imponente e é visto de qualquer ponto da cidade. Mais ainda, conheci uma linda região, repleta de serras que brotam no meio do sertão, e que são praticamente intocadas, sem qualquer exploração turística. Um verdadeiro achado, e a poucas horas de carro de casa.

20170823_102807 (Cópia)
Tomei um susto ao ver a Serra do Torto. Por meio segundo pensei estar cara a cara com um vulcão no sertão rsrsrs.
20170823_105820 (Cópia)
Essa eu vou ficar devendo o nome, se alguém souber por favor deixe um comentário.
20170823_104858 (Cópia)
Esse é o nosso sertão!
20170823_111326 (Cópia)
Paisagem dramática mas linda. Uma das poucas presenças de água em meio ao cenário de seca

Confesso que foi um pouco complicado planejar a subida da Serra da Barriguda. Não há guias “oficiais”, e eu teria que contar com a colaboração voluntária de alguém que soubesse o caminho. Além disso, eu fazia questão de começar a caminhada ainda de madrugada, para que pudesse curtir o amanhecer no topo da montanha. Mas no fim deu tudo certo, consegui a ajuda do Daniel, um jovem morador da cidade que topou começar a subida às 4:45 da madrugada.

A altura da serra (distância da base até o pico) é de apenas 310 metros, mas mesmo assim é uma subida de dificuldade média, pois em certos pontos não há trilha, e é necessário fazer algumas escaladas de quase 45 graus de inclinação em pedra lisa. Em alguns trechos, a passagem é por uma encosta bem estreita, de poucos metros, bem ao lado do precipício. Para complicar um pouco mais, por alguns minutos ainda tivemos que usar lanternas, pois ainda não havia luz solar suficiente!

Em menos de 1 hora, chegamos no topo da serra, exatamente no momento em que o sol começava a nascer. Hora de sentar e apreciar o show.

20170825_053733 (Cópia)
Lindo nascer do sol no topo da Serra da Barriguda.
20170825_053218 (Cópia)
Quem será que levou essa pedra lá pra cima?
20170825_055819 (Cópia)
A sombra da montanha, no momento do nascer do sol.
20170825_063620 (Cópia)
Curtimos o nascer do sol no topo dessa pedra!
20170825_062721 (Cópia)
Daniel em um dos momentos que maltrataram os joelhos.

Certamente se essa montanha estivesse em um país mais desenvolvido, ou até mesmo em uma região do Brasil com mais potencial turístico, ela seria uma grande atração. Mas, infelizmente (ou felizmente) essa belezura da natureza, assim como outras da região, são pouco conhecidas e privilégio quase que exclusivo dos moradores e visitantes de cidades próximas.

Fiquei com muita vontade de conhecer outras maravilhas do Rio Grande do Norte, como o Pico do Cabugi e a Pedra da Boca. Bom, com a graça de Deus, espero contar essas e outras histórias pra vocês aqui no blog. Até a próxima!

20170825_063557 (Cópia)
A cidade de Alexandria/RN, vista de cima da serra.
20170825_065416 (Cópia)
Sorrisão de quem estava muito feliz com mais uma conquista desbloqueada: A Serra da  Barriguda! Ela merece, sim o título de 1a Maravilha do RN!

Acompanhe nossas aventuras em tempo real pelo instagram khalilstromboli. Esse ano já passamos pela Tailândia, Islândia, Chile, Argentina e Portugal. E ainda vamos mergulhar em Fernando de Noronha, fazer safári na África do Sul e subir vulcões na Guatemala. Para 2018, já programamos caça a vulcões no Equador e uma visita à base do Monte Aconcágua, a maior montanha da América do Sul! 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s