O novo normal do turismo em São Miguel dos Gostoso.

O novo coronavírus atingiu em cheio o setor do turismo em todo o mundo. De um dia para outro, fronteiras foram fechadas, quarentenas decretadas, aviões estacionaram sem passageiros e atrações turísticas tiveram a visitação interrompida.

A Organização Mundial de Turismo das Nações Unidas (OMT) anunciou que a indústria do turismo sofreu um prejuízo de US$ 320 bilhões (cerca de R$ 1,66 trilhão) entre janeiro e maio de 2020, quando o número de turistas caiu mais da metade em comparação com 2019, totalizando uma perda de 300 milhões de visitantes. São números catastróficos para uma indústria que, em 2019, atingiu 10,4% do PIB Mundial.

delta
Aviões da Delta estacionados em Victorville, California (28/03/2020) (AirTeamImages)

De uma maneira geral, podemos dizer que no Brasil o período mais rigoroso de quarentena ocorreu entre meados de março e o fim de maio. A partir de junho, medidas de relaxamento começaram a ser implementadas, e hoje, lentamente, o turismo tenta se reerguer, com base em rígidos, porém indispensáveis, protocolos.

Em 24 de julho, visitei pela primeira vez São Miguel do Gostoso, município de 10.000 habitantes que fica a 115 km de Natal, e vou mostrar a vocês um pouco de como está funcionando esse “novo normal”, onde é preciso respeitar os protocolos e o distanciamento social.

P1140553
O letreiro da cidade, logo após a barreira sanitária (24/07/2020)

Um dia antes da viagem, fui contatado pela pousada para explicar que seria necessário preencher uma declaração de saúde, para apresentar, junto com a reserva da pousada, na barreira sanitária instalada nos limites da cidade. Ao chegar à barreira, tivemos que assinar um formulário adicional de saúde informando que não tínhamos sintomas da covid-19, e fomos informados sobre as regras principais: uso de máscara em público e toque de recolher as 22:00. 

Ao chegar ao hotel, fomos informados sobre o uso obrigatório de máscaras e da disponibilização de álcool gel. Sim, confesso que é estranho. Lazer não combina com máscara nem toque de recolher, mas, até que grande parte da população mundial seja vacinada, o que não deve acontecer em menos de 2 anos, vamos ter que nos adaptar ao “novo normal” do turismo.

E quando o assunto é distanciamento social, eu diria que São Miguel do Gostoso é um lugar ideal. Na verdade eu não me lembro de ter conhecido outra praia com uma faixa de areia tão grande. É realmente impressionante.

P1140678
A longa faixa de areia da Praia da Xêpa, em São Miguel do Gostoso (25/07/2020)

E se temos que procurar algo de bom mesmo nas tragédias, esse momento abre uma oportunidade de viagens sem grandes multidões, onde é possível curtir atrações turísticas com menos turistas, e portanto, ter uma experiência mais intimista. Chegando lá, fui direto para o grande point de São Miguel do Gostoso, que é a praia de Tourinhos, que fica a 8 km de carro do centro. Menos de 10 pessoas estavam na praia para curtir o maravilhoso pôr do sol sobre as águas do mar, o único em todo o litoral do RN.

P1140583
A tranquilidade do fim de tarde em Tourinhos (24/07/2020)
P1140632
O espetáculo do pôr do sol em Tourinhos (24/07/2020)

Jantar em São Miguel do Gostoso nessa fase inicial de reabertura para o turismo requer um certo planejamento, pois poucos restaurantes estão abertos, e alguns estão funcionando apenas com serviço de delivery. Então a dica é perguntar ao staff do hotel, pois eles têm a lista das opções disponíveis. Sempre lembrando do toque de recolher obrigatório às 22 horas, que é uma medida muito importante nesse momento.

Sábado a opção seria alugar um quadriciclo, mas optamos por fazer um passeio a pé pela praia. Fomos até a Lagoa do Cardeiro, uma das belezas naturais da cidade, e depois almoçamos no Sheiks, que fica ao lado da lagoa. O restaurante estava seguindo os protocolos e garantindo o distanciamento social, com capacidade reduzida.

P1140694
A bela Lagoa do Cardeiro (25/07/2020)

P1140815

Restaurante Sheiks seguindo os protocolos de distanciamento social (25/07/2020)

Como um “nature lover”, eu não poderia perder a chance de curtir novamente o pôr do sol em Tourinhos. Mas sábado o cenário já era bem diferente do que eu havia visto no dia anterior. Mais de 100 pessoas estavam na praia, e 2 viaturas faziam a fiscalização para garantir o cumprimento dos protocolos, o que nos faz lembrar que é necessário muito cuidado nesse momento para garantir que essa retomada seja lenta, mas progressiva, sem a necessidade de novos períodos de quarentena.

P1140936
Mesmo com mais turistas na praia, eu consegui meu pôr do sol “crowd zero” (25/07/2020)

A manhã do domingo eu reservei para curtir a Pousada Arte do Velejo, que é uma pequena pousada “pé na areia” bem aconchegante. O funcionamento do café da manhã é o mesmo dos restaurantes: só é permitido tirar a máscara nas mesas. Da mesma forma, os hóspedes devem utilizar máscaras no trajeto até a piscina.

P1140670
Faça chuva ou faça sol, até mesmo em tempos de pandemia, se estamos no Nordeste, tem que ter TAPIOCA!
P1150052
A área da piscina da Pousada Arte do Velejo. Um convite ao relaxamento “pé na areia”, ou seria pé na duna? (26/07/2020)

E que Deus abençõe a retomada do turismo, que precisa ser feita de modo consciente, com a colaboração de todos os envolvidos. Com essa fé estarei aqui, continuando a explorar as belezas desse nosso planeta. E pra terminar, deixo um presentinho para vocês, um curto vídeo mostrando um pouquinho dessa beleza que é o Pôr do Sol na Praia de Tourinhos. Até a próxima!

 

 

A

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s