Islândia Dia 3. Vulcão Krafla e Myvatn Nature Baths

Nosso terceiro dia na Islândia começou percorrendo os 120 km do Apotek Guesthouse, em Akureyri, até o Vulcão Krafla. Aqui não temos um típico vulcão cônico, como estamos tão acostumados a ver, mas sim, um vulcão do tipo “fissural”, ou seja, a erupção se deu por meio de uma abertura no solo, como no famoso vulcão Kilauea, no Havaí. Entre 1975 e 1984 ocorreu o episódio que ficou conhecido como “Krafla Fires”, quando paredes de lava explodiram, formando um dos maiores espetáculos do planeta.

krafla1
Krafla Fires (1975-1984). Fonte: geographic.org

Krafla, na verdade, é o nome de toda a região do vulcão, em que há diversas atrações, incluindo uma usina de produção de energia geotermal. Nosso foco nesse dia foi percorrer a trilha de “Leirhnjúkur”, uma zona de lava petrificada que ainda está quente e borbulhando gases, mostrando que estamos, sim, caminhando sobre um vulcão bem ativo.

IMG_2369
Não é permitido se aproximar desse lago, o fluido tem enxofre e está perto de 100 graus

Quando chegamos em “Leirhnjúkur”, fortes rajadas de vento atingiam o local, mas não chovia, e famílias inteiras se divertiam. Poucos minutos depois, porém, o vento aumentou e veio seguido de chuva e granizo, o que espantou praticamente todos que estavam ali. Mas o Krafla era talvez a maior razão para eu ter viajado para o norte da Islândia, e mesmo com as condições hostis do tempo, eu não iria desistir.

IMG_2390
Toda a emoção de caminhar sobre campos de lava ainda fumegantes.
DCIM100GOPROG0330540.JPG
Diversas crateras se apresentam pelo caminho.
IMG_2377
Leirhnjúkur e seu cenário que mais parece outro planeta

Depois de dirigir 2 horas e percorrer mais 3 horas de trilha na chuva, estávamos bem cansados e decidimos conhecer uma atração “light” da região, que fica a poucos quilômetros de Krafla. Myvatn Nature Baths é uma piscina geotermal, assim como a mais famosa Blue Lagoon. Uma curiosidade sobre as 2 piscinas é que elas são “naturais” apenas em parte. Na verdade elas foram construídas inteligentemente para aproveitar a água quente que é subproduto da produção de energia geotermal. A água tem a tonalidade azul devido à alta concentração de sílica, e é rica em propriedades medicinais para a pele.

DCIM105GOPRO
Depois de muito esforço, era hora de relaxar!

Para ter acesso à piscina é preciso antes tomar banho. Mas os chuveiros ficam no meio do banheiro, sem portas, e há cartazes indicando que você deve lavar todas as “partes”. Acreditem, um fiscal fica de olho pra saber se você lavou tudo direitinho! Em termos de preço, o pacote mais simples da Myvatn Nature Baths sai por aproximadamente 40 dólares, bem mais barato que o da Blue Lagoon, que custa algo em torno de 58 dólares. Mais informações no site oficial Myvatn Nature Bath

DCIM105GOPRO
Myvatn Nature Baths

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s